Notícias

Cientistas descobrem molécula que pode atuar como remédio contra zika

24jul

Pesquisadores trabalham para encontrar um fármacoeficaz contra a doença desde que foi descoberta

Pesquisadores espanhóis da Universidade Católica San Antonio de Murcia (UCAM) descobriram que uma molécula utilizada até agora como antibiótico pode ser usada como um potente remédio para combater as consequências do vírus da zika.

Os cientistas, pertencentes ao Grupo de Pesquisa UCAM BIO-HPC, trabalharam para encontrar um fármaco eficaz contra a doença desde que foi descoberta, há um ano, a estrutura molecular de proteínas implicadas na replicação do vírus, que é transmitido pela picada de um mosquito, segundo um comunicado da universidade. A descoberta se baseia em numerosos experimentos de química computacional e posteriores testes experimentais com ratos realizados pela Universidade de Hong Kong.

Os pesquisadores detectaram um antibiótico que anteriormente foi receitado para combater infecções nosocomiais, ou seja, aquelas contraídas nos hospitais, e que agora as equipes da UCAM e de Hong Kong patentearam para tratar a zika.

Os testes com o composto novobiocina tiveram sucesso em ratos, com uma eficácia de 100% de cura, razão pela qual agora só é preciso refinar a dose que seria necessária em humanos para conseguir o mesmo resultado.

"Trata-se de um medicamento retirado do mercado porque perdeu sua potência como antibiótico, mas que sabemos que pode ser aplicado em humanos", destacou o pesquisador José Pedro Cerón.

 

 

fonte:epocanegocios